ENEM 2021: Edital, data, inscrições, isenção. Tudo que você precisa saber

Para quem está aguardando o próximo edital do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, nós do Estudar para Enem Online temos uma ótima notícia!

Isso porque, enquanto o edital enem 2021 não é publicado, reunimos no texto abaixo tudo o que você precisa saber sobre o enem 2021.

Assim, você vai conhecer mais sobre o programa e suas utilidades e além disso, ficará por dentro de informações importantes como público-alvo, período de inscrição e condições de isenção.

Por isso, fique ligado e aproveite esta oportunidade para tirar todas as suas dúvidas!

História do Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi instituído em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da Educação Básica, também conhecido como Ensino Médio.

Em 2009, o exame aperfeiçoou sua metodologia e passou a ser utilizado como mecanismo de acesso à Educação Superior. Assim, ele serve como requisito obrigatório para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e de convênios com instituições portuguesas.

Ao participarem do Enem, os estudantes também podem solicitar financiamento estudantil em programas do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Quem pode participar do Enem?

Pode participar do Enem qualquer pessoa que já tenha concluído o ensino médio ou esteja concluindo a etapa para acesso à Educação Superior. Os participantes que ainda não concluíram o Ensino Médio também podem se inscrever. Porém, neste caso, a participação será somente na condição de “treineiro” e seus resultados no exame servirão somente para autoavaliação de conhecimentos.

Isenção de taxa do Enem

Se você está pensando em solicitar a isenção de inscrição enem 2021 é bom ficar atento a alguns detalhes importantes:

Os editais das edições mais recentes do Enem permitem solicitar isenção de taxa nas seguintes situações:

1. Caso o estudante esteja cursando o último ano do ensino médio no ano de realização do Enem, em escola da rede pública de ensino declarada ao Censo da Educação Básica.

2. No caso do participante que já concluiu o ensino médio, é permitido pedir isenção se ele tiver cursado toda essa etapa escolar na rede pública ou como bolsista integral em instituição particular e, além disso, tiver renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário mínimo por pessoa.

3. Caso o estudante esteja em situação de vulnerabilidade socioeconômica e esteja inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal). Esse cadastro tem algumas exigências: renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou de até 3 salários mínimos no total. Nesse caso, será preciso informar o NIS (Número de Identificação Social) ao realizar o cadastro no site do Enem.

Como fazer o pedido de isenção da taxa do Enem?

A solicitação de isenção do Enem é feita de forma digital. Confira o passo a passo para realização o pedido:

– No período definido pelo edital do Exame (normalmente publicado em março), entre no site oficial do Enem e acesse o sistema digital de isenção;
– Informe seu CPF e sua data de nascimento;
– Confirme que você se enquadra em pelo menos um dos casos que dão direito à isenção da taxa;
– Confira se os dados pessoais apresentados estão corretos e confirme;
– Forneça as informações solicitadas sobre seu período no ensino médio;
– Informe o número do NIS, caso você tenha, e preencha o questionário socioeconômico;
– Informe seus dados de contato e, em seguida, crie uma senha (ela será usada para você acompanhar seu pedido de isenção);
– Caso você tenha conseguido a isenção na edição anterior do Enem e não tenha comparecido aos dois dias de prova, justifique sua ausência;
– Para terminar, verifique o resumo das suas informações e clique no botão “Enviar”.

Quando acontece a aplicação do Enem?

A aplicação do Enem ocorre sempre em dois domingos.

Nestes dias, os participantes fazem provas relacionadas a quatro áreas de conhecimento, que são: a) linguagens, códigos e suas tecnologias; b) ciências humanas e suas tecnologias; c) ciências da natureza e suas tecnologias; d) matemática e suas tecnologias, que somam 180 questões, ao todo.

Os participantes também são avaliados por meio de uma redação, que exige o desenvolvimento de um texto dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema.

O que cai na prova do Enem?

Se você quer antecipar a sua preparação antes mesmo da publicação do edital e abertura das inscrições enem 2021, é bom ficar atento aos assuntos mais recorrentes. E para isso, elaboramos abaixo um ranking dos assuntos que mais aparecem nas provas.

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Literatura – 16%
Argumentação – 15%
Gêneros textuais – 12%
Língua Estrangeira Moderna – 11%
Funções da linguagem, organização textual e patrimônio linguístico – 11%
Artes plásticas – 11%
Variedades linguísticas – 8%
Tecnologias de informação e de comunicação – 8%
Educação Física e saúde comportamental – 8%

Ciências Humanas e suas Tecnologias

Política, ciência e patrimônio cultural – 19%
Justiça, conflitos e movimentos sociais – 18%
Espaço, geopolítica, relações de poder e economia – 17%
Cidadania e democracia – 16%
Tecnologia e seus impactos – 15%
Sociedade e natureza – 15%

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Química inorgânica e Físico-Química – 22%
Termologia, Ondulatória e Óptica – 14%
Química orgânica e Bioquímica – 12%
Citologia, Genética e Evolução – 10%
Ecologia, Epidemiologia e saúde humana – 9%
Mecânica – 9%
Eletricidade e Radioatividade – 9%
Seres vivos, fisiologia, biotecnologia e imunologia – 8%
Questões transdisciplinares – 7%

Matemática e suas Tecnologias

Álgebra e Geometria Analítica – 18%
Contagem, progressões, operações básicas e análise combinatória – 18%
Perímetros, áreas e volumes – 15%
Estatística e probabilidade – 13%
Noções de espaço, formas e medições – 13%
Relações de variação entre grandezas – 12%
Gráficos e tabelas – 11%

Como já mencionamos anteriormente, a data enem 2021 ainda não foi divulgada. Porém, para que você possa se organizar, destacamos abaixo a previsão de datas do Enem 2021.

– Publicação do edital: março
– Pedidos de isenção da taxa de inscrição: abril
– Inscrições: maio
– Provas digitais: outubro
– Provas tradicionais (impressas): novembro
– Resultados individuais: janeiro do ano seguinte

Deixe seu Comentário