ProUni – Entenda como tudo funciona

Antes de se inscrever no programa, você precisa entender como funciona o ProUni, e é isso que nós, do Estudar para ENEM Online, viemos te explicar. Neste texto você vai aprender o que é ProUni, além de saber mais sobre as inscrições do programa, o processo de seleção, quem pode se inscrever no ProUni e muito mais. Então, confira este post até o final e deixe salvo no seu navegador para consultar sempre que precisar. 

 

O que é ProUni?

A primeira pergunta a ser respondida é: “o que é ProUni?”. O Programa Universidade para Todos é uma iniciativa do governo federal para oferecer bolsas de estudos em universidades particulares para alunos de baixa renda e que ainda não tenham um diploma de nível superior. 

Dessa forma, o programa oferece duas possibilidades de bolsas: integrais e parciais. Vamos conferir um pouco mais sobre cada uma delas, logo abaixo:

Bolsa integral: o programa cobre 100% do valor das mensalidades, dessa forma, o aluno não precisa pagar nenhum valor adicional para a instituição de ensino mensalmente. Mas, para participar dessa opção é preciso ter renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Bolsa parcial: o programa cobre 50% das mensalidades, ou seja, metade do valor. A outra parte deve ser paga pelo estudante. Para se inscrever nessa modalidade é preciso comprovar renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Há a possibilidade de conciliar a bolsa parcial do ProUni com o programa de Financiamento Estudantil do Governo Federal (FIES), mas seria preciso atender alguns requisitos específicos, você pode se informar na página do Ministério da Educação (MEC).

 

Inscrições ProUni

A inscriçao ProUni costuma acontecer duas vezes ao ano, sendo no primeiro e no segundo semestre. Todo o processo deve ser realizado de forma online, no site oficial do programa e de forma gratuita, ou seja, não é cobrada nenhuma taxa dos participantes.

Na hora de se inscrever, o candidato precisa inserir seu número de inscrição e senha do ENEM. Afinal, é com base na nota tirada no Exame Nacional do Ensino Médio que o ProUni classifica os candidatos, utilizando como critério o desempenho dos estudantes. 

Durante a inscriçao ProUni, o candidato poderá escolher até dois cursos de graduação, respeitando a sua ordem de preferência. Ou seja, se o seu sonho é cursar medicina, esse curso deve estar em primeiro lugar. Durante todo o processo que a inscriçao ProUni estiver aberta, será possível alterar suas escolhas de curso, também é possível escolher o turno dos estudos.

 

Quem pode se inscrever no ProUni?

Essa é uma das maiores dúvidas dos estudantes: “quem pode se inscrever no ProUni?”. Então, vamos lá deixar claro todos os requisitos exigidos. Primeiro, é necessário ter participado do ENEM no ano anterior à inscrição, ou seja, a edição mais recente. Além disso, o candidato não pode já ter um diploma de nível superior. E a renda familiar mensal deve ser de no máximo três salários mínimos por pessoa. 

E mais um dos requisitos de quem pode se inscrever no ProUni é ter um desempenho mínimo no Exame Nacional do Ensino Médio. São cobrados pelo menos 450 pontos na média das provas e não pode ter zerado na redação. Mas, quanto maior for a sua pontuação, mais oportunidades você terá. E não acaba por aqui, além de seguir todos os critérios anteriores, o estudante também precisa de encaixar em um dos perfis abaixo:

 

Perfil 1: Ter cursado o ensino médio inteiramente em escolas públicas.

Perfil 2: Ter cursado o ensino médio inteiramente em escolas particulares com bolsa integral.

Perfil 3: Ter cursado parte do ensino médio em escolas públicas e parte do ensino médio em escolas particulares como bolsista integral.

Perfil 4: Ser portador de necessidades especiais.

Perfil 5: Ser professor contratado de escola pública, neste caso o professor pode concorrer a bolsas nos cursos de licenciatura, normal superior ou ainda em pedagogia. No caso dos professores, o critério de renda não é considerado, ou seja, o candidato pode ganhar mais que três salários mínimos.

 

Como funciona a seleção do ProUni?

Essa é uma etapa importante para entender como funciona o ProUni. Depois que as inscrições são encerradas, o sistema calcula e seleciona os candidatos com as melhores notas do ENEM para cada curso. Sendo assim, o resultado ProUni sai em poucos dias para acabar com a ansiedade dos participantes. 

E o candidato que foi selecionado tem alguns dias para fazer a matrícula na faculdade. Caso o estudante perca esse prazo de matrícula, ele também perde a vaga. Vale lembrar que o programa faz pelo menos duas chamadas de aprovados, mas se nem todas as vagas forem preenchidas nesse tempo, há um processo para as chamadas ProUni vagas remanescentes. Então, se o candidato não for aprovado nas duas primeiras chamadas, ainda há uma chance de ser chamado. Por isso, é importante continuar acompanhando o site oficial do programa e o seu cadastro.

É importante lembrar que são milhares de faculdades particulares que participam do Programa Universidade para Todos, e elas estão espalhadas por todas as regiões do Brasil. Todas as instituições participantes também são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) e é esse credenciamento que tornará o seu diploma válido e bem aceito no mercado de trabalho, ou em outras instituições, quando você for fazer uma especialização, por exemplo.

Então, agora que você já sabe como funciona o ProUni, sabe também que a chave para o sucesso está em ter um bom desempenho no ENEM. Então, não poupe os seus esforços na hora de estudar para esse exame, já que é com base no seu desempenho nele que o seu futuro será decidido. Afinal, as grandes universidades e cursos mais concorridos exigem uma nota ainda maior que os demais. É bom lembrar também, que o número de vagas e de faculdades varia de acordo com cada edição do programa. Então, você pode consultar todos os cursos e universidades participantes no site do ProUni, na época em que o programa estiver aberto. 

Deixe seu Comentário